Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007
Os Sapatos-Fetiche

 

Fui dar uma volta pelas lojas e constatei numa sapataria que a moda virou em pleno para os sapatos bem altos e com fivelas.
São sapatos que em tempos se elanguesciam sob luzes tremeluzentes num beco dos bairros mais duvidosos, têm invadido as passerelles de desfiles e encontram-se agora nas prateleiras de lojas mais in .
Elegantes sapatos de plataforma em peles exóticas, PVC lustroso e muito brilhante, saltos em Perspex e correntes afiveladas.
Inspirados pela estética erótica os sapatos de 22 centímetros que se encontravam em lojas de artigos pornográficos “captavam a ideia de mulher forte”. Estes sapatos ao princípio faziam que nas passarelles antes dos desfiles, as modelos estavam sempre a cair de cima dos sapatos. Não faziam ideia que eles não tinham sido concebidos para a mulher andar, mas para estar deitada.
Látex e PVC em moderação podem ser impressionantemente chiques, e a atracção desta estação encontra-se no cocktail de texturas.
São usados com meias de lã caneladas, opacas pretas ou utilitárias meias pelo tornozelo cinzentas, os sapatos-fetiche desta estação acrescentam um pormenor de desafio à alfaiataria masculina ou às novas e elegantes silhuetas ao estilo Courréges . “As pessoas reparam cada vez mais nos acessórios”.
 
A ligação entre a Moda e o fetichismo não é nova; nem o é a carga erótica e o apelo pavloiano dos sapatos ultra-altos, para as mulheres que os usam ou para os homens que os apreciam.
Durante o Renascimento, as cortesãs distinguiam-se pelos seus gigantescos Chopines. chinelos elevados que chegavam a ter uns escandalosos 50 centímetros. Nos anos 70, os Punks fizeram do estilo bondage indumentárias de uso diário e, no final dos anos 80/ início dos 90, os designers de Moda adoptavam o estilo excêntrico.
Jean-Paul Gaultier foi um dos melhores estilistas que ao longo dos anos foi retirando inspirações do guarda-roupa fetiche.
Este ambiente de flirst e sedução é um ponto alto numa era dominada pelo sexo e pela imagem corporal.
  
“Os saltos altos escondidos são claramente sexuais, mas também o são psicologicamente – fazem-me sentir confiante, poderosa e um pouco maliciosa”, diz Serena Ress, da Agent Provocateur, cujo guarda-roupa conta com vários pares de sapatos extravagantes, incluindo modelos de Christian Louboutin e Viveenne Westwood.
Os sapatos-fetiche desta estação vacilam, provocam, só podem agradar.
Eu gosto, são sensuais e vocês gostam?
 
Texto adaptado a partir de um artigo da revista Vogue.


publicado por FELINO às 01:20
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito

mais sobre mim
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
22
24
26

27
28
29
30
31


links
pesquisar
 
posts recentes

Os Sapatos-Fetiche

arquivos
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds